Um caminho de autoconhecimento ❤

Hoje, dia 07 de maio de 2019, escrevo as primeiras palavras aqui, neste espaço criado para compartilhar meus pensamentos, sentimentos, emoções, insights ❤

Escrever sempre foi uma terapia para mim. Quando coloco no papel (ou no computador) minhas reflexões, tudo fica mais claro e fácil de entender, significar (ou ressignificar)...chamo este processo de autoterapia, pois o efeito que causa em mim é igualmente ao resultado esperado de uma terapia convencional (aquela praticada em um consultório, por um psicólogo que busca ajudar o paciente a refletir sobre suas questões internas). 

Venho trilhando a estrada do autoconhecimento desde 2012 e quanto mais caminho mais sinto vontade de seguir em frente e desvendar este Universo que existe dentro de mim. Conhecer-se e desfrutar-se é algo indescritível. O sabor de se permitir ser quem você é, com cada detalhe de sua individualidade é mágico. Mas só podemos ser quem realmente somos quando nos conhecemos. É a partir do autoconhecimento também que conseguimos trazer para a consciência padrões automatizados em nós, bons e não tão bons. Os bons, aplaudimos e os desenvolvemos. Os não tão bons podemos quebrá-los e construir novos caminhos neurais, novos hábitos, uma nova faceta de nós mesmos. 
É fácil? Não! De forma alguma. Mas estamos aqui para viver uma vida fácil ou uma vida que valha a pena? Estamos aqui para acomodarmos no que está "bom" ou para buscarmos o extraordinário? Posso dizer por mim que estou em busca constante pelo extraordinário e que não é fácil seguir neste caminho. Porém, vale sim a pena e a recompensa é o nosso próprio crescimento e evolução. 

Viver é uma descoberta constante. Descoberta que exige adaptação, flexibilidade. Sobreviver é mais simples...basta seguir a manada e se contentar com o básico da vida. Sempre temos uma escolha. Qual é a sua hoje?¿

Boa noite! ★ Boa vida! ★


Comentários

Postar um comentário

Muito obrigada por se conectar comigo! Será um prazer trocar experiências com você!

Postagens mais visitadas deste blog

Quanto você tem se doado?

O Poder da Gratidão